Cruzeiro do Sul - Constelação

O Cruzeiro do Sul, também chamado de Crux, apesar de ser a menor de todas as constelações, é uma das mais importantes, principalmente para os povos do hemisfério Sul. O braço mais extenso serve também para identificar o Polo Sul, situado a uma distância de 4,5 vezes a longitude da própria constelação.

O Cruzeiro do Sul integrava a constelação do Centauro, porém, foi separada em razão de suas características próprias, como a disposição e brilho intenso de suas cinco estrelas, que são: 

Estrela de Magalhães – é a mais brilhante, localizada na parte inferior do braço mais extenso da cruz. 

Mimosa – é a segunda mais brilhante, representa um dos lados do braço menor da cruz. 

Pálida – recebe esse nome pelo fato de ser a estrela menos brilhante da cruz, compõe um dos lados do braço menor da cruz. 

Rubídea – possui uma coloração avermelhada, representa a parte superior do braço maior da cruz. 

Intrometida – é a quinta estrela do Cruzeiro do Sul, recebe essa denominação por não integrar a formação da cruz. É menos brilhante que a Pálida, no entanto, é de fundamental importância, pois facilita a localização da constelação.

 

Fonte:http://www.brasilescola.com/geografia/cruzeiro-sul.htm

Monitor Leão

Informações Adicionais